Páginas

terça-feira, 1 de março de 2011

Prisão


Me assusto de repente
Percebo que dormi e acordei
Estou presa em uma mente
E num corpo, que eu nem sei


Por um momento sinto
Tenho dedos nas mãos
É um instante lindo
Tentar fugir é em vão


Porque meu corpo é minha prisão
Dele não posso sair
Me prende, me dá a ilusão
De que a minha alma não pode cair


Mas e se eu despencar?
Talvez eu perca o meu mundo.
E se a minha alma não mais acordar?
Meu corpo estará junto?


26 comentários:

Andressa Harrison disse...

Momento "A Origem".

Dá vontade de sair do corpo e ir pra Irlanda, Alicia.

Vamos?

Alicia disse...

Que convite tentador. Estou arrumando as malas, Dessa!

Alicia disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Tati disse...

Isso acontece muito comigo, sinto como se estivesse 'presa' no meu próprio corpo e peço para que me ajudem a fugir de mim mesma, coisa estranha né? Mas acho que são apenas momentos...
Muita escrita boa por aqui!
Beijos...

Elem Rosa disse...

Alícia, você tem as asas da escrita, ela nos faz amar esse mundo e esse corpo mas não nos limita a eles, nos expande, isso é maravilhoso.
Mas a idéia de ir para a Irlanda é excelente!

Fabrício Franco disse...

Alicia,

... Alma vasta, pouco corpo...

Camila Márcia disse...

Prisão? Hum, não sei se temos medo de ser um corpo sem alma ou uma alma sem um corpo. Nunca estaremos satisfeitos, mas podemos superar isso, seremos felizes...

Jandy disse...

ola visitei e gostei daqui,
tou seguindo,ta?
beijo grande, da uma passadinha:
jandyscorpion.blogspot.com
Luz E paz!

Madrepérola disse...

Uau! Adorei!

R.B.Côvo disse...

Fugir do corpo é uma tentação, mas melhor mesmo fazer as coisas com ele. rs Abraço.

Cristal disse...

Porque meu corpo é minha prisão
Dele não posso sair...

Muitas vezes sinto isso também....


Parece que estou me vendo nas suas palavras...


Beijos

Vinicius.C disse...

Olá!!

Despenca-se a Alma, o corpo ausente de tudo solitário buscando os por que que nunca viram.

Espero vela no Alma.

Beijo!

Vinicius.

Lívia Azzi disse...

Lindo, Alícia!

"Eu digo
Calma alma minha
Calminha!
Ainda não é hora
De partir..."

Seleção de imagem, a contrução dos versos, os sentimentos provocados, um encanto!

Charlotte disse...

Uau... adorei !

*o*

Paulo Becare Henrique disse...

Já me perdi e não sei mais o que é corpo ou o que é alma...

Julliany kotona disse...

AS VEZES NOS APRISIONAMOS EM TANTAS COISAS FUTEIS DO DIA A DIA. AMEI O POST.BJO.

Camila Fontenele disse...

Pra isso a gente usa a imaginação, mais do corpo a gente não se desprende.

Beijo ;*

Hely ° disse...

Tem (vários)selos pra você lá no meu blog:

meninasegredos.blogspot.com

Bjaum.*.*.

Fernanda Hauptmann disse...

A gente devia parar de tentar ser livre e ser livre.

Nanda disse...

Por isso que eu queria voar..
mas não tem jeito a gente sempre acaba voltando pra casa...

beijo!

Carina B. disse...

A alma sempre acorda o corpo, pode sossegar... :)

Bruninha T. disse...

isto me lembrou muito a primeira estrofe de um texto que li no ensino médio quando estudava simbolismo. É assim:

"Cárcere das Almas
Ah! Toda a alma num cárcere anda presa,
Soluçando nas trevas, entre as grades
Do calabouço olhando imensidades,
Mares, estrelas, tardes, natureza..."
( Cruz e Sousa)

Vanessa Souza Moraes disse...

O eterno estranhamento entre mente e corpo.

http://vemcaluisa.blogspot.com

Verô. disse...

Já ouvi dizer: "O corpo é o templo da alma".

Felipe Pauluk disse...

Lindo poema...
Métrica perfeita..
Parabéns
sigo-te

Felicidade Clandestina disse...

as viagens da mente misturada com os sentires do corpo.