Páginas

sexta-feira, 25 de março de 2011

O relógio do tempo






O mundo gira
E isso não é novidade
A humanidade delira
A isso chamam de realidade


Ei, o que estão fazendo?
Ei, para onde vão?
Sabem que estão morrendo?
Ou andam pra lá e pra cá, em vão?


Doando seu tempo para grandes empresas
Ganhando algum sustento
Querendo mesmo, é virar a mesa
Mas lhes faltando algum talento


O relógio não espera
A vida não deixa de correr
Só temos esta vida: não foi feliz, já era
Acorda, não há tempo a perder!


35 comentários:

Giovanna Cóppola disse...

A vida passa e as pessoas não vêem. Acomodam-se a tudo, não lutam por nada e fazem, cada vez mais, parte do mecanismo que nos engole e nos reprime. Sempre é tempo de acordar.

Etiene disse...

hoje mais que ontem e amanha mais que hoje eu tento aproveitar meu tempo o maximo que posso.

Beijusss

Arthur A. disse...

Agora seu texto me remeteu ao Lobão, em sua música mais psicanalítica, na minha opinião:

ESSA NOITE NÃO

A cidade enlouquece sonhos tortos
Na verdade nada é o que parece ser
As pessoas enlouquecem calmamente
Viciosamente, sem prazer
A maior expressão da angústia
Pode ser a depressão
Algo que você pressente
Indefinível
Mas não tente se matar
Pelo menos essa noite não
As cortinas transparentes não revelam
O que é solitude, o que é solidão
Um desejo violento bate sem querer
Pânico, vertigem, obsessão
A maior expressão da angústia
Pode ser a depressão
Algo que você pressente
Indefinível
Mas não tente se matar
Pelo menos essa noite não
Tá sozinha, tá sem onda, tá com medo
Seus fantasmas, seu enredo, seu destino
Toda noite uma imagem diferente
Consciente, inconsciente, desatino
A maior expressão da angústia
Pode ser a depressão
Algo que você pressente
Indefinível
Mas não tente se matar
Pelo menos essa noite não

Arthur A. disse...

Aqui a música:

http://www.youtube.com/watch?v=zh4qvqdOCDE&playnext=1&list=PLD9AD367EA486CD3D

Cristal - ♥♥♥Ani♥♥♥ disse...

Olá Alicia...

Sua poesia é cheia de verdades... Não podemos mesmo deixar o tempo passar, o relógio não espera.. A vida passa rápido e quando a gente se dá conta disso, tem mesmo que acordar e ser feliz agora! Porque o tempo não para e o agora é agora mesmo...


Beijos

Ani

LuH disse...

E o tempo escorre nas nossas mãos
e não atinamos na voracidade dos dias que o tempo também precisa de tempo...

A vida pede alma!


A-do-rei a imagem
:)

Belo post,
me faz pensar um bilhão de coisas

Fernand's disse...

engraçado, falei disso hoje... o tempo não espera mesmo!



bjsmeus

Az.) disse...

a gente vira escravo do relógio. Ele não espera ninguém. ;*

Camila Márcia disse...

Devemos parar de perder tempo pois o relogio não para, precisamos mesmo viver intensamente cada segundo... cada movimento dos ponteiros!

Bjs. Bom FDS.

Julliany kotona disse...

"Num dia de grande emoção

Que pedia o coração para te agradecer

com uma sincera oração.

Ah! se eu fosse um bom poeta,

ou regesse uma grande orquestra

te homenagearia com a mais bela poesia

e uma radiosa harmonia!

E para você grande amigo das horas de alegria

Em que eu mais queria,tu estavas lá

na hora certa pronto a me amparar,

e a minha cruz aliviar.

O amigo pontual, da hora especial

sempre pronto a colaborar

tornando seguro o meu caminhar!

Por todas as horas de felicidade

Rogo a Deus que te abençoe!"

Tenha um exelente fim de semana com muita paz,alegria e amor.bjks.

Ayanne Sobral disse...

É, o relógio não espera.
E a vida acontece, mesmo quando a gente não quer, mesmo quando nosso maior desejo era que ela ficasse ali, paradinha, quietinha. Mas ela, a vida, não deixa de correr, nunca.

Melhor assim.

Verô. disse...

Não há tempo mesmo ou nós é que deixamos ele passar em vão?!

dúvida.

Rosângela Monnerat disse...

O relógio feitor.
A mania escrava.
A saída breve.
A escolha, uma de nada.

Và entender...
Bj!
Inté mais!

Fred Caju disse...

Bem legal, para ser relido muitas vezes!

Lívia Azzi disse...

Há tempo a perder
e
há tempo de viver

Podemos escolher...


;-)

Cadinho RoCo disse...

Se o relógiom nao espeta pr nós, por que haveremos de esperar por ele?
Cadinho RoCo

Leo disse...

E eu já vi muita vida passar
muito tempo escorrer.

Vida acordei
correndo...

Lilian disse...

Se leva da vida a vida que se leva.
:*

Fabrício Franco disse...

Alicia,

Que o tempo nos valse até o próximo minutos, sem que percamos o ritmo.

Beijo!

Lia Araújo disse...

E o tempo docemente nos enterra....

bjos querida
passando pra te desejaar otimo domingo

bjos!

Maria Helena disse...

Olá!
Que realidade em forma de poesia! Felizes os que conseguem enxergar que a vida não é ,necessariamente, adiante! A vida é agora ou talvez nunca. Se não se aproveita intensamente o agora que se tem, como graantir que ela estará no futuro? O futuro é um tempo que não se sabe se chegará ao caminho. O agora é real e fundamental para as buscas e os encontros.
Lindíssimo post!

A Escafandrista disse...

Gostei da reflexão, lembra-me qd perguntaram ao Dalai Lama o que ele achava mais incrivel, ele respondeu: a humanidade, que perde a saúde para conseguir dinheiro e gasta o dinheiro para recuperar a saúde. Tbm adorei o título do blog, hable con ella ;) do almodovar, vi quase tudo dele. Enfim, não poderia ser diferente, to seguindo tbm. abração e boa semana.

Vivian disse...

Bom dia,Alícia!!

O tempo voa!! Cada dia mais rápido...
Não temos tempo a perder!

Beijos!!
Bom inicio de semana!!

Ph disse...

E não querendo perder tempo, perdemos a vida...
Abraços!

Ph disse...

E não querendo perder tempo, perdemos a vida...
Abraços!

Ingrid disse...

relógio inquieto..o que é o tempo?..

obrigada Alicia pela presença e carinho..
beijos perfumados..

AC disse...

Um olhar lúcido sobre o ritmo de vida que levamos.
É bom ouvir vozes assim, desafiadoras...

Beijo :)

Naiane Julie disse...

"A vida acontece enquanto fazemos outros planos"
Abraços

Carina B. disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Carina B. disse...

A pedra desfez-se em grãos
de areia, e a ampulheta, cheia,
corria contra o tempo - em vão.

(Escrevi isso dia desses e me lembrei enquanto te lia agora; impressionante como parece que sempre dialogamos por escritos sem saber. :)Deve ser por isso que adoro sempre tanto seus textos! Um beijo!

Carina Mota disse...

Interessante que seu texto, de uma forma diferente, fala bem do que disse no meu.
É como vc falou... a ânsia de existir (existência que nos dias de hoje, na correria dos compromissos, fica cada vez mais abafada)

O Profeta disse...

Calei a alma
Aprisionei o sentir deste estúpido coração
Mergulhei o corpo em agua dormente
E lembrei-me de uma esquecida oração

De quantas palavras se faz a melodia?
Para onde caminham os passos de uma criatura perdida?
O que será que pensa um homem caído?
Para que serve a verdade incontida?

Perdi a vela do meu barco de papel
Mil tempestades assolaram-me à alma
Abandonei o leme ao deus dará
E encontrei uma deusa em lágrimas, de perdida chama


Doce beijo

José Sousa disse...

Olá querida Alicia!
Que bélo poema escreves-te para nós, gostei muito, vou-te seguir!

Vai até aos meus blogues, principalmente no novo! Deixa lá o teu comentário.

http.transpondo-barreiras.blogspot.com

Um grande beijo.

Gabriella Beth Invitti disse...

"Querendo mesmo, é virar a mesa
Mas lhes faltando algum talento".

Chama-se: coragem.

Belas palavras! .)

Idiótica. disse...

Muito lindo e o melhor, nos mostra a realidade. Adorei os seus textos.