Páginas

sexta-feira, 11 de março de 2011

Eu não sei fazer funcionar...


E o tema, ao menos esta semana, das minhas postagens, e dos meus pensamentos, é a rivalidade entre homem e mulher. Rivalidade, nada. São as diferenças entre os sexos. Pois que fique claro que refiro-me às diferenças entre as pessoas, e não aos gêneros, acima de tudo. Toda vez que digo homem e mulher, metaforizem. Masculino e feminino, e não xy e xx. Toda vez.

Pois eis que dado o dia da mulher, ou o mês das mulheres, como dizem; ou seja lá o quer for, há coisas corriqueiras que me fazem pensar. Fico feliz com meu excesso de pensamentos, mas necessito escrever, e depois sinto vontade de publicá-los, porque sou é leitora, e não escritora, e por isso quero ler -  comentários.

Bem. Mas estou me desviando do assunto. O fato é que homens e mulheres (metaforizem!) são coisas muito diferentes. Sabemos que mulheres são chatas, vide post anterior. Mulheres são muito chatas, na verdade. É claro que algumas  são insuportáveis, mas em pelo menos algum nível de chatice, todas nós nos encaixamos. A gente precisa que o outro olhe, que o outro fale, que o outro falhe! Sim, pois gostamos de apontar os erros alheios. Sério, isso é delicioso. Não é?

Aí acontece que eu nunca sei como as coisas funcionam. Máquinas são incógnitas (muito mais misteriosas do que os x e y como genes sexuais), equações de segundo grau. Computadores são logaritmos. Logaritmos são grego. Grego é presente que a gente não quer ganhar. Coisas que parecem óbvias e idiotas, não me são. Até que alguém me explique. Aí concordo que é óbvio e nunca mais me esqueço. Não estou dizendo que sou/somos (sim, mocinhas, autorizo-me a falar em nome de todas vocês)  burras. Burrice é quando você poderia perceber algo, e não percebe. Estou dizendo: não posso perceber algumas coisas. Sei que isso irrita a alguns, e não desmereço a irritação que causo.

Presto atenção em várias coisas ao mesmo tempo. O que não quer dizer que sou distraída, mas apenas que posso funcionar no modo off. Sei me desligar e continuar indo. Sei que faço isso demasiadamente, mas é só assim que eu suporto a vida. E não é que eu não goste da vida e por isso precise fugir, é que a vida, é, para mim, justamente um certo modo de fuga. É quando não estou, que mais sou. É quando voo que mais existo. É quando vou, que mais fico. É quando menos respiro, que mais viva estou.

Eu sei que isso te irrita. E como eu disse, não tiro o mérito de sua irritação. Mas não fique bravo, não me ame menos por isso, não me deixe chateada. Talvez eu lhe peça demais, mas ao modo Chaves, peço-lhe: tenha paciência comigo. É uma das “chaves” de minha alma. Porque o coração é só mais um pedaço do corpo. E este você já tem.



*imagem: deviantART

23 comentários:

Ayanne Sobral disse...

'É quando vou, que mais fico'

Também fico feliz com seu excesso de pensamentos.
Tuas palavras são sempre muito impactantes. E doces. E lindas!

PS: Primeiiiiira!

Lilian disse...

O final é quase minha oração diária :)

Leo disse...

E eu sou bem burrinho, confesso que há muitas coisas que eu não percebo e sei também que irrita. uma delas é saber quando tenho um coração.

tenho que pedir ao modo Chaves também.

Beijos!!

Vanessa Souza Moraes disse...

Minha analista sempre pontua a questão das diferenças...

Teresinha Oliveira disse...

Chavão pobre, popular e burro, mas perfeito para seu texto ► FALOU E DISSE. Mulher é bicho mesmo assim. E que calem-se todos os blá-blá-blá desse dia maluco que inventaram- Da Mulher- só para aliviar o estoque das floriculturas.
"É quando voo que mais existo"→Perfeito! Faça do seu duplo X asas e saia por aí...Quem sabe nos encontremos pelos vastos céus.

geisonssoares disse...

"O que não quer dizer que sou distraída, mas apenas que posso funcionar no modo off. Sei me desligar e continuar indo. Sei que faço isso demasiadamente, mas é só assim que eu suporto a vida" (...)
...e PONTO !!!..."funcionar" no que eu chamo de "stand by"...exatamente !!
;)

Jortas disse...

Porque a diferença é que nos torna iguais.
O on e o off são, mesmo que não queiramos, as rampas que temos que gerir ao longo da vida e da relação com o outro.
como diz um amigo meu: "a diferença faz a diferença" e isso tem tanto de erótico e de sagrado como de profano e rotineiro.
Lindo fim de semana pra vc.

Arthur A. disse...

Sim, senhorita Alícia, sempre leio com olhos metaforizantes as suas reflexões acerca dos sexos. Quem não souber metaforizar tais escritos, cairá no lugar-comum dos "homens são de Marte, mulheres são de Vênus" ou "porque os homens fazem sexo e as mulheres fazem amor".

As diferenças entre os sexos existem e, dada minha profissão, negar isso seria uma estupidez imperdoável da minha parte. Mas, como eu sempre digo, isso não faz os homens todos iguais entre si e nem as mulheres idem.

Como um texto do blog Significantes brilhantemente coloca, existe o feminino dos homens. Alguns lidam melhor com esse feminino e o integram à sua personalidade e outros tentam fugir assustados, tornando-se machistas (e patéticos). Aí entra sua apropriadíssima colocação: "diferenças entre as pessoas, e não aos gêneros."

E que bom que você não sabe fazer certas coisas funcionar. São coisas pertencentes à série "funciona muito melhor e mais gostoso à quatro mãos".

Camila Márcia disse...

Ah Belo post! Só tenho uma coisa a dizer: não importa quantas tentativas teremos, é mesmo muito dificil saber como homens e mulheres funcionam.

Bjs, bela sexta.

Luiza Maciel Nogueira disse...

nessas contradições quase perfeitas que a alma confere quase a totalidade do sentimento, talvez "amor", mas ainda não isso exatamente :)

beijos!

R.B.Côvo disse...

Com uma coisa eu concordo: as mulheres são bem chatinhas. rs Abraço.

Poeta Renato Douglas disse...

Olá passando para retribuir a visitinha, e agradecer pelo recado. Parabéns pelo seu trabalho desde. Desde já serei teu seguidor.]

Abraços!

Marília Felix disse...

Quanto mais uma pessoa ama, maior é a grandeza que ela tem dentro do coração! Embora as vezes precisamos de chaves para encontrar, rs.

Adorei o texto Alicia!
Lindo!
Bjão.
(;*

ASTROTERAPIA disse...

Ainda bem que os homens são diferentes da mulheres.
E legal visualizar a anima e o animus.
Abraço Cynthia.

Annynha disse...

Nossa seu "excesso de pensamentos" com certeza é extremamente fascinante, adorei e já estou seguindo, infelizmente agora tenho que ir... mas não fique triste não, pois como você mesma disse "É quando vou, que mais fico."
;**

Jade M. disse...

Lindissimo!

A.S. disse...

Alicia, gostei do teu texto! Gosto de mulheres determinadas!!!


Beijos,
AL

Fernand's disse...

adorei a poesia do texto e tentei metaforizar! rsrs


somos, por essência, complicados - homens e mulheres.
a diferença é que os homens são mais práticos, menos coração.

o dom do descabelamento é nosso. bem como a
força
descomunal para sair de uma barra.


viva as diferenças, mas viva também as semelhanças.


=D


bjsmeus

Winny Trindade disse...

Sim, são diferentes. Porém precisam um do outro para "n" coisas.
Nossa, eu admito que sou muito chata! rs

Abraço meu.

Lívia Azzi disse...

Nossa... como eu adoro apontar defeitos do meu marido e como eu também reconheço o tanto que ele é inteligente e sabe fazer as coisas funcionarem, hahaha!! Quantas vezes ele fala comigo e estou lá voando com os meus pensamentos em outro mundo e eu tenho que pedir para ele repetir....

Uma delícia esse post, Alicia!

Morbid_Angel disse...

"porque sou é leitora, e não escritora, e por isso quero ler - comentários."

Gostei da tua sinceridade. Tem tantos blogs ai q daum diks q a gnt naum pode fik dzendo q quer comentarios, q naum pode fik divulgando em massa mas... blogar entaum pra q? Ngm aki tah com pretensaum, ao menos eu acho, de se tornar um escritor famoso, mas sim, de interagir e pra haver interacaum, soh msm com comentarios. Kso contrario, escreveriamos nossos textos e arquivariamos em nossos pcs, onde ngm teria acesso alem de nos msms.
Mas enfim, teu post me fez refletir sobre mtas coisas, tu tem determinacaum no q diz, gosto de gnt q escreve assim. Poderia sim se tornar escritora.
Bom fds pra ti.

Cristal disse...

Também fico muito feliz com seus excessos de pensamentos... E apontar os defeitos nas falhas dos outros também me parece ser muito bom...rs, mesmo sabendo que eles estarão fazendo o mesmo com a gente...rs
Adoro quando você diz poder funcionar em modo off.
Pode me ensinar a fazer isso????
Estou precisando muito...rs



Beijos



Ani

Jefhcardoso disse...

Alicia, em sua postagem não vejo motivo algum pra quem te ama amar menos, na verdade você é muito simpática. E quem é que nunca precisou de um pouco de paciência para consigo na vida? Eim? [sorrio]

Convido para que leia e comente no http://jefhcardoso.blogspot.com/

“Para o legítimo sonhador não há sonho frustrado, mas sim sonho em curso.” (Jefhcardoso)