Páginas

domingo, 22 de abril de 2012

Ai!



A vida dói 
O amor mói

A alegria me pesa
Seu sorriso me lesa

Felicidade me devasta
Viver não me basta

O amor me exaure
Por favor, me restaure.

(E que não nos enganemos, mortais.
O amor dói mesmo quando dá certo.
E eu sou um tanto masoquista.)

10 comentários:

Danelize Gomes disse...

Adoro quando tu mistura amor com dor e torna tudo tão normal, tão natural.

Ferr disse...

O amor dói, caso contrário não daríamos tanta importância.
É uma mistura de humano e divino. Humano por ser tão intenso e por vezes (muitas vezes)frágil...
Divino por não sabermos viver sem ele.

Karla Dias disse...

Eu também...
Quanta tolice.

Camila Márcia disse...

É sobretudo quando dá certo que dói... porque amar é provar a dor e querer continuar se doendo...

bjokas,
Camila Márcia
@camila_marcia
http://delivroemlivro.blogspot.com/
http://devaneiosfugazes.blogspot.com/

Ayanne Sobral disse...

Ai.
Vida, esse eterno reclamar. [Re]clamar. [Re]amar.
Quem nunca, né? Eu, sempre.

Poderia tecer inúmeras considerações aqui. Mas, por motivos óbvios, digo apenas uma coisa:
Gosto tanto de você.
Gosto tanto disso que te faz dizer muito com poucas palavras - mesmo com tanta, tanta coisa na alma.
Quando crescer, eu quero ser assim.
E nesse dia. Ah, nesse dia...
Vou escrever um poema.


Um beijo,
Ay.

Vanessa Souza Moraes disse...

E dar certo é tãoooo relativo.

Sabrina Andrade disse...

Paradoxos de Alícia.
Suas ideias se completam. Nos completam.
Lindo isso, moça.
Beijos
Sah

____________________________
saahandradee.blogspot.com.br
@qualsabrina
@raasck
~

Cynthia Osório disse...

ai de amor rimando com dor. legal!

Marcelo Henrique Marques de Souza disse...

"O amor dói mesmo quando dá certo". Verdade que os egos inflados do mundo de hoje não conseguem aturar.
Beijos, moça

Felicidade Clandestina disse...

primeiro amor, último amor, é só a dor...