Páginas

sexta-feira, 26 de agosto de 2011

Me esborracho por te amar




Eu estava ali, encantada com a sua capacidade de me despertar taquicardias secretas. Abismada diante da nítida sensação de que você leria os meus pensamentos. Eu te amo, eu pensava. Mentira, amo não. Também eu pensava, logo em seguida, para te despistar de toda a minha queda por você. Eu me apaixonei muito rápido e fiquei torcendo para que você correspondesse, minimamente. E você correspondeu mais do que eu achei que seria possível. Você me amou do mesmo jeito que o meu sonho mais ambicioso tinha sonhado. E aliviada, eu pisquei. Aliviada, respirei bem fundo, ufa. E assim que abri os olhos me vi aqui. Toda inserida numa rotina ao seu lado. Dividindo as contas e as tarefas da casa com você. Dividindo o meu sono e os meus sonhos com você. Testemunhando a sua existência, e querendo que você compartilhe cada pedaço do meu corpo comigo. Puta que o pariu, nem nos meus sonhos de menina mais ousados eu achei que seria possível ter alguém como você do meu lado. É claro que vezenquando ou vezemsempre você muito me irrita e eu tenho vontade de me deliciar te enforcando com as minhas próprias mãos. É claro que uma duas vezes por dia eu te fuzilo com o meu olhar. É claro que muitas vezes tudo é escuro. E é óbvio que nem tudo são flores. E eu nem sei dizer quando é que eu mais te amo. Se é quando você me conta uma coisa muito inútil, mas que eu acho lindo que você saiba, se é quando você me diz uma coisa sem cabimento e eu tenho vontade de te dar um tiro na testa, ou se é quando você, de repente, me dá uma olhada charmosa e cheia de não-intenções. Talvez seja o tempo todo. Me derreto por você. Às vezes me odeio por ser tão fragilizada a ponto de me esborrachar no chão por qualquer palavra sua, mas de nada adianta. Já estou ali, toda desmontada diante da sua existência. Eu nem sei por que é que estou escrevendo isso tudo. Talvez seja para agradecer ao Papai-do-céu. Obrigada, porque você é de verdade.

17 comentários:

Fernando Lago disse...

E, se me permite o clichê, haja coração pra tanta taquicardia!

Lindo texto.

Camila Lourenço disse...

Véi
Eu te odeio!!!¬¬

Dá um tiro na MINHA testa, mas n me quebra as pernas escrevendo essas coisas bonitas assim.
=/

Sua vaca.¬¬

(Tá, esse é meu jeito estranho de dizer que eu amei o texto, mas continuo te odiando).

Bjo

Ayanne Sobral disse...

Caminhei com suas frases de mãos dadas enquanto descia a página, como se a vida fosse assim: uma coisa levando a outra, simetricamente perfeita.

Sem palavras nesse momento, e dizer que tá lindo [!] é muito pouco. Vou dormir sorrindo, com uma sensação boa nos olhos e no coração. Volto amanhã.

Você é incrível, Alicia.

@OPsicopata disse...

Só posso te dar os parabéns,sem mais...

Sandro Ataliba disse...

O amor, quando vem assim, vale muito a pena. Muito bem escrito - e descrito. "Apesar dos defeitos" é o melhor dos amores.

Carina B. disse...

Eu me esborracho, mas não te apago.


Amei! :)

Luana Barcelos Dantas disse...

Querida, amor de verdade, profundo...é o sentimento mais irracional que eu já senti...rsrsrs.
Adorei o texto.

Um beijão, Luana Barcelos

Danelize Gomes disse...

eu me esborracho, me emborracho, mas não fico sem você.
Putaquepariu mesmo, Alicia. Para de ser tão perfeita, mulher!
Amei o texto!

Primavera disse...

Puxa vida, que textos bons... Até comentaria em todos, mas eu tenho trabalhos da faculdade pra fazer. HSAUHAUASH
Me identifiquei mils com seu texto e achei ele incrivelmente bem escrito.
Parabéns mesmo!

Nem menina , nem mulher...Amadurecendo disse...

Nossa to aqui lendo e relendo so pra ter certeza que não fui que escrevi isso...caraca e eu achava que só eu poderia estar tão boba e encantada por alguém que graças a Deus tbm estar por mim... Felicidades,mais mais
bjus

Nanda disse...

Certa vez, em uma aula, um professor explicava que é o cérebro, não o coração que sente, que ama. E depois de muita dissertação ele disse: é triste explicar isso para os apaixonados!! E eu concordo... se não é o coração que ama, ele tem muita culpa, pq ele que dispara, ele que faz as pernas tremerem. E ele que abriga situações verdadeiras, graças a Deus, como no seu texto!!

beijo!

Lívia Azzi disse...

Alicia, sua linda, eu me esborracho ao te ler! É que suas palavras me entorpecem num fôlego só, feito o amor.

Ayanne Sobral disse...

E se eu te ler mil vezes, mil vezes as tuas palavras entram pelos meus olhos e reviram coisas aqui dentro. As que eu faço questão de esconder, inclusive.

É que você diz tanto de mim. Tanto, Alicia. Fico querendo roubar teus versos pra mim.

Tuas palavras são doce-de-leite. É um deleite te ler.

Sou fã.

Ivan disse...

Que declaração! Eu pediria em casamento rs...

O Impenetrável disse...

simplesmente encantado com a maravilha dos seus textos. como não pude encontrar esse blog antes?

grande abraço e que os próximos dias sejam inspiradores.

Mente Hiperativa disse...

Eu acho que essa irritação que ele causa, essa vontade de enforcá-lo com as próprias mãos, de dar um tiro na sua testa... Isso faz parte do amor. O amor mexe com as pessoas de uma forma irracional, mexe de todas as formas, de todos os lados, e isso é o legal da história.

bjo

Andressa C. disse...

Nem tudo é frio, nem tudo é flor.