Páginas

sábado, 6 de agosto de 2011

É prosa, é poesia, é sem imagem

Cheguei ao meu limite.
Estou exausta de tanto te amar.
Eu te amo? Faço-me rir.
Foi-se o tempo em que dizer que te amo, tinha como função me aliviar.

É, porque declarar o meu amor por ti me alivia, sim. É como se eu fosse um balão, que fosse se enchendo de tanto amor. E as palavras, então, fossem um delicado buraquinho que se faz nesse balão, que sem permitir que eu (ops, ele) estoure, deixando um cadinho do amor vazar. E é aí eu respiro. "Escrevo pra respirar", disse a Lispector. Eu digo do amor pra respirar.
E eis que “eu te amo” nem cócegas mais me faz. Talvez eu exploda.
Preciso dizer uma palavra que não sei qual é. Sinto cócegas na língua e também o gosto dessa palavrinha. (Ou será uma palavrona?) Me arrepia quando penso nela, me dá um pouco de doideira, e aí me dou conta do quão cheia estou.

Dizia a minha mãe, quando eu era bem menor do que ainda sou, que era feio dizer “estou cheia”.
–É satisfeita, menina!

Satisfação? Ha-ha-ha. Quem me dera um amor tranqüilo, que me satisfaça e me deixe bem.

Eu não sei amar assim.
Só sei sugar a sua alma.
Só sei não caber em mim.

"Eu te amo não diz tudo", disse a Martha Medeiros. Pois eu acho que eu te amo não diz é nada.
 Porque amar é dizer sem palavras.

Ou endoidei de vez?

22 comentários:

Luana Barcelos Dantas disse...

Alicia, Há várias formas de dizer "eu te amo", mas, às vezes,a pessoa só tem a opção de escrever essa palavrinha...
Acredito que a frase "eu te amo" tem uma certa fé pública rsrsr, tem que ser muito ordinário para escrever isso e não sentir amor mesmo....rssrss

Vanessa Souza Moraes disse...

Mamãe dizia o mesmo.

Rafael disse...

Muito lindo o texto. Dizer te amo é fácil. Amar realmente é bem mais difícil. Bom final de semana.

HTTP://deletrasasentimentos.blogpost.com

k. sαmαnthα disse...

UP, UP, UP. *--*
Concordo com tudo que vc citou no texto,
O 'eu te amo' ficou tão... usado hj em dia. rs'
E realmente, "amar é dizer sem palavras".
Adorei seu texto, muito mesmo.

beeijoca Dona Alicia, rs ;*
http://changesl.blogspot.com/ -

LuH disse...

não não diz tudo...


Prendi meu peito até a última frase para depois soltar um sus-piro aliviado... Vazei um pouco e sei que só sei amar assim tb, sugando a alma

Ayanne Sobral disse...

Leitura feita em ritmo cardíaco, diversas vezes. Na primeira, vi palavras. Na segunda, espelho. Na terceira em diante, fui me deixando costurar, sem doer, por esses versos [sim, versos] que se eternizaram em mim. Virei poema.

'Preciso dizer uma palavra que não sei qual é.'
Já corri tanto procurando essa palavrinha [ou palavrona?], Alicia. Talvez ainda a procure, mesmo sabendo que ela [essa palavra] não cabe em dicionário nenhum, e ninguém nunca vai inventar - Drummond disse isso.

Há coisas que a gente precisa deixar de nomear, para que se façam entender. Porque, sim, 'amar é dizer sem palavras'.

Esse texto não precisa de imagens, mesmo. Tuas palavras me fizeram tantas na cabeça que eu poderia ilustrá-lo, se soubesse desenhar.

Deixo um beijo, como ponto final.

Sandro Ataliba disse...

Duas coisas... a maioria das pessoas que dizem "eu te amo" não o fazem de verdade. E a intensidade sempre me sugere mais paixão do que amor.

Pelo menos o conceito que eu aprendi de amor é mais pleno, menos carente, mais conforte, menos intenso. Mas quem disse que o amor é o mesmo para todos, não é mesmo?

Lindo texto!

Thiago Quintella de Mattos disse...

É muito interessante essas coisas de semântica. Quantas vezes um "eu te amo" verdadeiro não é dito, mas apenas mencionado, mostrado numa atitude. "Satisfactions"!! hehehee Bom, já vou seguir esta página e ler os artigos antigos.

natyscastro disse...

às vezes acho q vc possue alguma espécie de poder sobrenatural.. rs vc é uma conhecedora da alma humana menina.. parabéns.. sempre me surpreendo ao vir aqui. Q bom.

kimberly disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Gabriella Beth Invitti disse...

Não.
Não endoidou.
Amar é dizer sem palavras.

Vilmar Barros de Oliveira disse...

Oi Alicia,
Amar é sentir, e nem sempre dizemos, as vezes nem é necessário, um gesto um olhar já diz tudo.
beijo.

Verô. disse...

Concordo planamente! Intensidade é a palavra, não?!

Linguagem e Poesia - Bruno de Andrade disse...

"O amor excede as medidas da alma" (BAR)

Amamos quando descobrimos que temos de lutar contra a linguagem, quando as palavras não são suficientes e o coração pesa sobre a semântica; quando a esprememos para buscar a melhor forma de expressão e, ainda assim, caímos no prazer do silêncio que comunica mais a dois corações apaixonados.
O amor é a luta contra as palavras.

Beijos!

ANA ROOS disse...

Quem dera um amor assim... manso calmo, que me deixasse bem tbm... Quer saber endoidamos!

Fazer o quê?
beijokas no coração

Evanir disse...

Um amor assim é lindo ,,é aquele amor que nos tira o folego.
Estou feliz em encontrar mais um blog tão cheio de amor e ternura.
Já estou te seguindo deixando meu convite para conhecer e seguir meu blog se você gostar.
Uma linda semana Deus tem uma benção pra você beijos no coração,Evanir.

Camila Lourenço disse...

Eu AMO o jeito como vc escreve.

Beijo, sua garota que prova que o amor n é tão burro assim.

Carina B. disse...

Se você endoidou, endoidei também. As palavras nunca dão conta, amor e morte não tem representação possível. Talvez por isso falemos tanto disso.

:)

Lívia Azzi disse...

Amor tranquilo é como um casamento feliz... Um dos personagens de Kundera diz assim: "A maior infelicidade de um homem é um casamento feliz. Eu nunca poderei me divorciar". É o Dr. Havel, presente em dois contos de "Amores risíveis".

Az.) disse...

endoideceu nao, Alicia. Amor nao dá pra explicar em palavras, so sentir. ;*

Cafundó disse...

As vezes "eu te amo" esconde um "me perdoe, ontem por um fio eu te traí..."

Ivan disse...

Dizer "Eu te amo" é tipo uma droga, no começo o efeito é satisfatório, mas com o tempo vai enfraquecendo, até que você sente necessidade de algo mais forte... mas o q?
Abraço