Páginas

terça-feira, 25 de janeiro de 2011

Escrevo para acordar

Descobri que gosto de escrever e não parei mais. Escrevo quase-que-compulsivamente, e sempre me questiono o porquê de escrever. Me lembro de ouvir o Fabrício Carpinejar dizer, na Bienal do Livro, “escrevo para fugir de mim”. Achei lindo. Mas acho que não é pra isso que escrever me serve. Acho que eu escrevo para acordar.

Grande parte do tempo passamos vivendo no modo piloto automático. Não é hábito pensarmos quais músculos devemos movimentar para caminhar,  quais são as coordenadas para respirar ou como é que se faz para sentir carinho por alguém. Fazemos essas coisas como se fossem reflexos, como se já estivéssemos programados para isso. Eis que assim passei algum tempo da minha vida. Aí, um dia, que eu não sei exatamente quando, eu acordei. E com medo de dormir de novo, achei em escrever um bom modo de me manter acordada para a vida.

Não sei escrever no piloto automático. Ao contrário do Carpinejar, que escreve para fugir de si, eu tenho que me encontrar comigo para poder pôr as palavras para dançarem. Acho que a inspiração é isso: disposição para encontrar-se consigo mesmo. E a ideia, é um motivo para o encontro. Gosto da minha companhia.


*imagem: deviantart

32 comentários:

Ana Ayan disse...

Bem escrito. Bem sentido.

Lívia Azzi disse...

Post lindo, Alicia!

Já passei muito tempo adormecida também, não foi a escrita e nem a leitura que me acordou, mas uma paixão (maluca e doída) que só os escritos de Clarice Lispector para me salvarem... Daí, ela me salvava e inspirava, salvava e inquietava... Aguçava minha curiosidade, parecia descrever tudo o que sentia, me despertava e protegida e me impulsionava a ficar mais e mais acordada... e também impulsionou a escrever. E continua assim: um antes e depois...

[escrevo para me salvar]

MariAne disse...

Gostei daqui, vou ficando...

Marcele Luize disse...

"Escrevo porque encontro nisso um prazer que não consigo traduzir. Não sou pretensiosa. Escrevo para mim, para que eu sinta a minha alma falando e cantando, às vezes chorando..."
Clarice Lispector

Camila Passatuto disse...

Parar para pensar o porquê de escrever. Ficamos horas arrumando motivos e motivos.

Cada pessoa tem os seus motivos. ideológicos, psicológicos, literários...ou até por pura diversão.

Escrever sempre. Ler sempre.

Abraços.

CARLA STOPA disse...

Ai Alícia, as palavras andam me atormentando tanto ultimamente que não sei se me encontro ou se me perco...Amei seu texto...Grande abraço.

Camila Márcia disse...

Creio que todos temos um conceito do que seja escrever, pois é, de fato, um conceito particular e muito subjetivo: 'escrevo para fazer redação', 'escrevo para me encontrar', 'escrevo para desabafar', 'escrevo para....' a questão é: sempre escrevemos para alguma coisa ou para alguém... mas, para mim o que é importante é escrever, jogar com as palavras...

Para mim escrever é como a lua: tem suas fases, as vezes escrevo para desabafar, para confessar, para me distrair, para me declarar... Eu sou viciada em escrever!

L!mOnadah ♥Slemom X♥ disse...

Vc é do tipo '' Penso logo escrevo'' ! rs , e eu adoro ler , estou seguindo seu blog ^~

Beijão / carpe diem ! XD

Marco C. Leite disse...

Oi Alicia.

Os automatismos de nossas vidas nos deixam mesmo como se estivéssemos dormindo.

Para mim, escrever é sempre descontruir. Meus próprios pensamentos, meus sentimentos, a mim mesmo. Um processo de desconstrução até que se chegue ao âmago da idéia, de mim mesmo.

Beijos

Marcelo Mayer disse...

eu já escrevo porque pessoalmente não saberia mentir tão bem

Helen O. Faria disse...

Ameii...eu comecei a escrever p desabafar e hoje escrevo pra tudo!
Gostei do tei blog...to te seguindo!

Cris Carvalho disse...

Bem sentido!


beijocas de luz!



*

Vanessa Souza Moraes disse...

Fujamos :)

Fred Caju disse...

O título me remeteu imediatamente a Leminski:

RAZÃO DE SER

Escrevo. E pronto.
Escrevo porque preciso,
preciso porque estou tonto.
Ninguém tem nada com isso.

Escrevo porque amanhece,
E as estrelas lá no céu
Lembram letras no papel,
Quando o poema me anoitece.

A aranha tece teias.
O peixe beija e morde o que vê.
Eu escrevo apenas.
Tem que ter por quê?


Muito bom por aqui!

Zil Mar disse...

Escrever, rimar, encenar
assim vagueam os poetas pelo mundo das letras...


bjo!



Zil

Í.ta** disse...

eu costumo dizer que escrever é dar a cara a tapa. e que é costuras de vidas. é preciso estar em vida, acordado mesmo.

adorei a postagem!

HARDMAD disse...

Se eu te colocar nos blogs que leio, você me coloca também?
=)
Acho que quando não escrevo sinto um desperdício de idéias. As tenho, mas como não as desenvolvo, esqueço. Péssimo, sinto que perdi uma coisa preciosa sempre.

Paulo Becare Henrique disse...

É... eu gosto do Carpinejar e considero-o um gênio. Mas hoje meu placar fica Alícia 1 x 0 Carpinejar.
:)

Kira. disse...

Gosto da forma como você escreve.

HARDMAD disse...

Seu fundo do blog me lembra sofá...

Gosta/Cabelo disse...

interessante a sua razão de escrever... no meu caso a música ocupa o espaço da escrita, mas ao modo do Carpinejar: eu uso a música pra fugir de mim mesmo. pois eu estou acordado o tempo todo, nunca no automático, e a minha companhia me enjoa =/

Não visitem nosso Blog Musical:
http://alvoradadosom.blogspot.com/

Kira. disse...

Tenho um selo pra você =)

http://insoniarepentina.blogspot.com/2011/01/selos.html

Capitu disse...

E quando é que reconhecemos quando a nossa escrita é um encontro ou uma fuga?



beijo meu'

Marco C. Leite disse...

Alicia... acordaaaaa... :D tá dormindo ou tah de férias??? volta a escrever pra nos ajudar a acordar tb.

Beijos

Lily Roberta disse...

Escrever é degustar cada palavra como se fosse um doce, é sentir oque diz o coração e expressar, é calar a boca e gritar com as mãos..continue com esta inspiração que lhe veio através de um dom...Tudo aqui neste seu cantinho é muito lindo! gd abraço...(seguindo)

Flavio Ferrari disse...

Texto aliciante ... escrever é catártico ...

Mariana disse...

A escrita realmente é um dos melhores meios de propormos um encontro conosco mesmos... Aliás, ótimo encontro o seu, ótima escrita. "Gostei daqui, vou ficando..."

Capítulos...Arte x Tempo disse...

Simplesmente amei o seu texto. Agora falo- sigo- com você!!
Fale comigo! rs... :

http://naiane-julie.blogspot.com

abç

Fabrício Franco disse...

Alicia,

Exatamente como eu me sinto, ao escrever. "Escrever para acordar": você disse tudo.

Abraço e obrigado por me seguir. Estou retribuindo a gentileza.

Vivian disse...

Sinto que escrever é encontrar a si mesmo.
É percorrer caminhos estreitos dentro de nós e trazer a tona, o que estiver guardado...

E você faz isso muito bem.É o prazer de fazer o que gosta.

Michelle Crístal disse...

Escrevo para acordar!
Escrever nos faz meditar, reordenar!

Carina B. disse...

Que lindo, Alicia!
Obrigada por comentar lá no blog e deixar o link desse teu texto, ainda não te lia quando vc o escreveu e adorei.

E seja qual for o motivo, quem tem o dom como você tem mais é que escrever mesmo, sempre, mais.

:)